Início Blog Moradias estudantis de Ouro Preto

Moradias estudantis de Ouro Preto

50

Foto: Joyce Starlino

Entre a tradição e a modernidade, várias opções de moradias para quem vem estudar em Ouro Preto

Por Rayssa Amaral

Entre tantas tradições da cidade, as moradias estudantis são uma referência a parte quando se fala em Ouro Preto. Ao pensar na cidade logo encontramos perguntas sobre o universo das Repúblicas de estudantes.

Nas quase 400 repúblicas, entre federais e particulares, alunos dos 51 cursos da Universidade Federal de Ouro Preto, vivem em um sistema único com modalidades  de moradias. com diferentes tipos de gestão e tradições. O ouropretocultural explica a você, quais as opções de moradia para quem quer estudar em Ouro Preto.

Repúblicas Federais

Geridas pela REFOP | Associação de Repúblicas Federais de Ouro Preto, o sistema republicano conta com 59 moradias espalhadas entre o centro histórico e o campus universitário. Esse tipo de moradia adota a modalidade de gestão compartilhada entre seus moradores e a Universidade.

 Esse padrão segue tradições como hierarquia por ordem de chegada na casa, o que confere as tarefas de mais responsabilidade aos mais velhos, e a batalha de vagas, um processo em que o calouro passa por aceitação para morar na casa. Atualmente as repúblicas  federais têm 792 residentes.

Repúblicas Particulares

São mais de 300 opções entre masculinas, femininas e mistas. As repúblicas particulares de Ouro Preto são as moradias alugadas por um grupo de estudantes que dividem os custos de sua manutenção. Atualmente existem a ARROP e a ARPA. Essas associações reúnem as repúblicas e trabalham também com projetos sociais dentro e fora da universidade. Existem ainda repúblicas que não se vinculam a nenhuma associação.

Cada república particular tem sua gestão e regras próprias, algumas compartilham das tradições do sistema republicano federal, tendo hierarquia e batalhas.

Alojamentos e apartamentos

Se você não pensa em morar em repúblicas, a UFOP oferece 64 vagas individuais em alojamentos, 24 apartamentos com 96 vagas e a Vila Universitária, que conta com 8 casas com capacidade para 168 pessoas, sendo algumas adaptadas para portadores de necessidades especiais. Esse tipo de moradia é gerido pela assistência social da UFOP e segue a modalidade socioeconômica.

Trotes nas Repúblicas

A UFOP regulamentou a proibição dos trotes na universidade, tendo ou não consentimento para os atos. Contando ainda com ações de conscientização e combate ao trote violento dentro e fora das moradias, sejam elas de qualquer modalidade.

 A regulamentação ainda prevê o combate a qualquer tipo de preconceito, garantindo a proteção de igualdade e gênero e a criação de canais de denúncia para os órgãos competentes.